claudia leite

 

Claudia Leitte teve uma série de shows realizados nas regiões Nordeste, Centro-Oeste, Norte, em 2013, reprovados na prestação de contas do Fundo Nacional de Cultura. Por meio de sua produtora, a CIEL, a artista – dona de looks cheias de estilo no “The Voice Brasil” – financiou as apresentações pela Lei Rouanet.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, a informação consta no Diário Oficial da União e a cantora, alvo de críticas por morar nos EUA, precisará devolver R$ 1,2 milhão ao orgão, usado na realização de 12 shows . A cantora terá que devolver o valor ao Fundo Nacional da Cultura.

Procurada pelo Purepeople, a assessoria de imprensa da cantora afirmou que o escritório de advocacia que a representa, Dessimoni e Blanco Advogados, irá recorrer da decisão. “Na qualidade de advogado da Produtora CIEL, informo que todos os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao Ministério da Cultura. Estamos averiguando os motivos da reprovação da prestação de contas junto ao MinC e informamos ainda que entraremos com recurso, pois a CIEL está apta a comprovar a realização dos eventos, bem como a distribuição dos ingressos”, garantiu o comunicado.

Projeto de livro gerou polêmica

No começo deste ano, outra polêmica sobre a Lei Rouanet e a cantora agitou a web. Ela conseguiu autorização para captar R$ 356 mil e lançar um livro institucional. No entanto, diante das críticas e da repercussão negativa, a ideia foi abortada por Claudia e sua equipe.

 

Fonte: www.purepeople.com.br