FIBRIA

 O mês de junho é a data limite para a entrega da pauta de reivindicação

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose – SITITREL esteve hoje (24) em frente a Fibria para realização da pauta de reivindicação do acordo coletivo 2018/2019.  Durante a reunião os representantes sindicais expuseram as requisições que serão feitas à empresa e abriu para que novas ideias, vinda dos funcionários, fossem anexadas ao documento.

O presidente do sindicato, Almir Morgão, ressaltou a importância da assembleia em frente às indústrias. “A ideia é que o maior número de pessoas participem e nos ajude a formatar um modelo ideal de reivindicação. Afinal, eles que estão diariamente dentro das empresas e sabem o que pode ser melhorado”.

A data limite para entrega da pauta é o mês de junho, ou seja, 60 dias antes da data base da categoria. “A negociação do acordo coletivo, começa em agosto, porém, a nossa proposta deve ser enviada com antecedência ao patronal”, explicou Morgão.

O principal pedido da categoria é o reajuste salarial, somado INPC (Índice Nacional de Preços do Consumidor) e 3% de ganho real. “Esse reajuste no ordenado do trabalhador acaba refletindo em outras cláusulas do acordo, por isso a importância de se fechar um valor satisfatório”, ressaltou o presidente, Almir Morgão.

Hoje (25) o sindicato realizará a assembleia na Eldorado Brasil a partir das 8h.

 

Fonte: 7even Comunicação e Marketing